balanço de férias

e cá estamos de regresso.
foram duas semanas boas, com muito tempo em família de três. e claro, comentário da praxe: custa voltar. pois…
 
as férias correram bem. sem alarmes, sustos ou sobressaltos, com uma dinâmica muito boa, sem calor excessivo (para mim podia ter havido mais uns graus, mas os rapazes preferiram assim), comida da boa (ai, noélia, ai, noélia), visita dos primos e amigos, praia (e já falo sobre isto mais adiante), sonecas, palavras cruzadas e sudoku – o pai e livros – a mãe, descanso e um final em grande. quando eu digo em grande, é mesmo em grande: casamento do nosso querido amigo agora-vivo-no-brasil, numa festa de 4 dias! ah, como os brasileiros sabem festejar…adiante.
 
ficam aqui umas fotografias para registar as primeiras férias do bezerro na praia. acho que ele gostou.
 
+ adorou o mar e a areia, só não gostou muito de mergulhar

+ o modo auto-bebes

+ tornou-se no maior e mais rápido devorador de bolachas maria

+ qual golfinho no seu habitat

+ a praia faz as pessoas felizes, certo?

+ a areia pode ser um coisa estranha, mas eu até gosto de mexer nela e ficar todo sujo
 
deu um pulo grande, cresceu, pá. além de ter andado mais esfomeado, desenvolveu. não nos podia ver comer e pedia qualquer coisinha, uma bolacha ou pedaço de pão já o faziam feliz.
experimentou ameixas e pêssegos e gostou. tive que aumentar a dose de sopa e fruta porque o rapaz pede mais e mais, está sempre de boca aberta. chora quase sempre que acaba a comida, mas cala-se logo que lhe pomos a chucha, por isso não sei se é fome ou manha.
 
estendemos uma manta no chão, segundo contou a minha mãe a manta que ela levou para a faculdade e onde todos nós nos rebolamos, e era uma alegria de ver dom joão a rebolar, espernear, rir, esticar, pôr de gatas, balançar e mais uma data de verbos que impliquem movimento. a rapidez com que executa alguns dos movimentos é incrível. deu cabeçadas valentes no chão, ao virar-se porque ainda não controla bem as descidas da cabeça. mas nunca se queixou. ah valente!
 
não reclamou de ser besuntado de creme todos os dias várias vezes, mas de vez em quando imbicava com o chapéu e estava sempre a tirá-lo. 
 
dormiu quase todos os dias três sestas: a primeira na praia, após uma banhoca e uns rebolanços na areia, actividades muito cansativas como se sabe; a segunda após o almoço e a terceira antes de jantar. chegou a dormir 3 horas seguidas, uma óptima desculpa para nós também o fazermos.
 
dormiu lindamente na cama de viagem, num quarto só dele. tentámos ao máximo manter as rotinas, para lhe/nos facilitar a vida e dormir sozinho é uma das que eu não quis abdicar.
 
levei roupa a mais, está bom de se ver. não só para mim, onde é que eu estava com a cabeça a achar que ia desfilar modelitos, mas também para ele, idem. mas deu para estrear as jardineiras amarelas no dia dos 8 meses, apesar de não haver fotografias para o demonstrar.
note to self: quando há máquina de lavar não é preciso levar tanta roupa + férias de praia não requerem fatiotas chiques.
 
como resumo, quero registar que foi diferente. se por um lado, estar na minha praia sabe sempre bem, por outro lado, não a poder usufruir em pleno é esquisito. nos primeiros instantes é um pouco frustrante, mas depois, como tudo, habituamo-nos. os ritmos são outros, a logística obviamente é outra (raistaparta para o vento à tarde!). eu que adoro praia, que sonho o ano todo com o sol na minha pela e com a cor fantástica que ele me dá, é só ver a auto-estima a subir, fazer duas horas de praia por dia, ou menos, mexeu comigo. sim, sim, mimimi-mimimi… tenho um míudo óptimo, tenho um marido fantástico que me deixou fazer umas horitas de fotossíntese sossegada, uma mãe que rumou ao sul para nos mimar e libertar durante 3 dias, eu sei e agradeço. mas posso fazer 2 ou 3 dias de praia completos? daqueles que uma pessoa até se farta do sol, posso?
 
note-to-self: dei por mim a pensar que seria bom era ele já andar e ser maiorzinho para eu alapar na toalha, mas cheira-me que quando assim for vou desejar que ele fosse bebé outra vez, sem gatinhar ou andar, para estar quieto um segundo. eh eh, é mesmo assim…
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.