gatinhar e não só

em falta, em falta, eu sei. e que semana tivémos nós, meus senhores…
muitas e quentes e boas novidades.
 
no dia 13 de agosto sentou-se sozinho. passo a explicar. estava de gatas ou de barriga no chão e pôs-se de gatas e sentou-se. a primeira vez ninguém viu. estava na escola e as educadoras apenas repararam no produto final. mas, experiência-oh-experiência, avisaram-me logo e eu em casa estive atenta, muito atenta. ele não quis mostrar o novo truque à mãe mas mostrou ao pai. mais um para a caderneta de cromos.
 
no dia 15 de agosto, feriado daqueles que (ainda) não tiraram, começou a gatinhar. a medo, a tremelicar, pouco convencido que conseguia, deu os primeiros ‘passos’ sozinho. na foz do arelho, numa manta estendida na varanda da sala, com a prima joana, o primo ondinhas, o primo zé pedro e o primo vincente como audiência.
eu estava entretida a dar atenção ao vicente, que já tinha abalrroado o mais novo assim num misto de excitação e ciúmes. entre tira fotos, grava vídeos, atira bolas e outras que mais, a joana chama-se muito baixinho para ver o meu filho, O-M-E-U-F-I-L-H-O a gatinhar. que orgulho gigante, que onda de calor e alegria. acho que me arrepiei e as lágrimas não caíram porque não quis lançar foguetes para ele não se assustar e deixar cair-se de barriga logo ali.
as fotos estão com os primos, vou pedir e depois logo ponho aqui numa adenda.
 
a única foto que está na minha posse do dia 15 de agosto – os dois joões mais novos da família
 
no dia 16 de agosto passou o dia na sala do 1 ano, a dar apoio mural aos meninos que vão passar para lá em setembro. ele vai ficar o manda-chuva da sala dos bébés. no final do dia o pai foi buscá-lo e inchado recebeu a notícia que ele passou o dia lindamente, sem estranhar os novos meninos, a nova sala ou os novos brinquedos. ora pois, deve ter achado que era muita coisa boa de uma só vez para explorar e mexer e pôr à boca. esperto!
 
no dia 17 de agosto reparei que tinha mais um dente em cima, uma das favolas da frente para fazer companhia ao mais pequeno que tinha nascido ao lado. e vão 6 dentes à vista e mais dois (em cima) quase a juntarem-se à matilha assassina.
 
como diz o rui veloso quando canta o ‘porto sentido’ ao vivo no concerto acústico: ‘isto é munta emuçon, carago!’ se é!
 
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.